chimarrao

O Chimarrão faz mal ao Coração? Por Marcos Cavalheiro

Esta é uma pergunta muito frequente na rotina do cardiologista, e a resposta é NÃO! O chimarrão não faz mal ao coração.

O chá mais popular entre os gaúchos pode fazer muito bem ao coração, pois a e erva-mate (Ilex Paraguaiensis) possui algumas substâncias que podem evitar doenças cardiovasculares.

Há alguns anos, pesquisadores do Instituto de Cardiologia de Porto Alegre realizaram uma pesquisa com um pequeno número de adultos para avaliar os efeitos do chimarrão na redução do peso corporal e na redução dos níveis de colesterol sanguíneo.  O motivo que levou os gaúchos de Instituto de Cardiologia a iniciarem a pesquisa foi uma pesquisa norte-americana que mostrou que o chimarrão tem 3 vezes mais polifenóis do que o chá verde, bebida sabidamente benéfica e muito consumida em alguns países orientais. Depois deste estudo inicial, alguns outros pesquisadores gaúchos resolveram estudar o assunto, que foi tema de vários trabalhos de pós-graduação.

A maioria dos trabalhos mostrou que o chimarrão, quando ingerido na média de 1 litro por dia, por cerca de 8 semanas, consegue melhorar os níveis de lipídeos no sangue (colesterol e triglicerídeos) e consegue reduzir o peso corporal nos pacientes com aumento do peso e distúrbio dos lipídeos sanguíneos. Alguns estudos que compararam o chimarrão com o Chá verde não conseguiram mostrar os mesmos efeitos com o consumo de chá verde.

Obviamente que devemos levar em consideração que os estudos foram pequenos e que, estatisticamente, não há uma relevância muito grande das respostas encontradas nestes estudos, porém agora sabemos que o chimarrão também é mais um aliado do coração no combate de alguns fatores de risco cardiovasculares, mesmo com um efeito benéfico discreto.

Alguns cuidados devem ser tomados no consumo do chimarrão. Por ser uma bebida com cafeína, o consumo em excesso pode desencadear algumas arritmias, gerar ansiedade, aumentar os níveis de glicose sanguíneo, e causar refluxo gastro-esofágico. Mas a maior das preocupações reside no fato de que o chimarrão, quando ingerido muito quente (temperaturas acima de 70ºC), aumenta as taxas de câncer de esôfago, lesões de boca e estômago.

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *